O que devo saber antes de adotar um animal de estimação?

Atualizado: 24 de Set de 2018

Os cães, assim como os humanos, têm necessidade básicas de sobrevivência. Construir um mundo onde homens e cães vivam em harmonia é responsabilidade de todos. Faça sua parte.

- Antes de adotar um animal, pense que o tempo médio de vida dele é de 12 anos (cães) e 18 anos (gatos). Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará dele nas férias ou em feriados prolongados. Você terá tempo para ele?


- Tenha paciência no período de adaptação do animal ao novo ambiente; ele poderá latir e chorar durante a noite, se mostrar arredio (com medo), necessitando de atenção especial, principalmente se for um filhote.


- Adote animais de abrigos (vacinados e castrados), ou resgate um da rua. Nunca compre. Animal não é produto.


- Não adote animais em feiras de praça pública por impulso, só porque é um filhote ou da raça da moda.


- Informe-se sobre as características e necessidades do animal - tamanho, características dele, espaço físico.


- Mantenha o animal sempre dentro de casa (quintal), jamais solto na rua. Para os cães, passeios são fundamentais, mas apenas com coleira e guia.


- Se você mora em casa alugada, tenha certeza de que o proprietário permite animais (se for prédio, veja se o condomínio permite). E, pense: caso você mude de residência, você poderá levar o animal, mesmo que seja para apartamento ou vila?


- Cuide da saúde física do animal. Abrigue-o da chuva, sol e do frio. Forneça alimento (ração) de boa qualidade, vacinas e leve-o regularmente ao veterinário. Escove-o e exercite-o regularmente.


- Zele pela saúde psicológica do animal. Dê atenção, carinho e ambiente adequado a ele.


- Eduque o animal, se necessário, mas respeite suas características.


- Nunca bata no animal. Se ele fez algo que não devia, reprima-o de outra forma.


- Tenha certeza de que você não possui nenhum veneno em casa. Animais são curiosos e xeretas. Há vários casos de animais mortos por terem encontrado essas substâncias e ingerido. Atenção: Compra e venda de chumbinho é crime!


- Recolha e jogue os dejetos (fezes do seu animal) em local apropriado. Se está passeando com ele, recolhe com um saco plástico, amarre-o e jogue na lixeira.


- Identifique o animal colocando coleira com plaqueta, com seu nome, endereço e telefone, ou micro chip. Se ele perder ou fugir, será mais fácil encontrá-lo assim.


- Evite filhotes indesejados de cães e gatos. Castre os machos e as fêmeas. A castração é uma forma de controlar o aparecimento de mais e mais filhotes sem dono e abandonados.


- Para gatos que vivem em apartamentos, é necessário colocar telas de proteção nas janelas, para evitar quedas. Ao contrário do que se acredita, gatos escorregam, caem e até podem morrer caindo de janelas e telhados.


- Eduque as crianças para respeitar o animal, sem bater, torcer, jogar ou fazer alguma brincadeira que possa feri-lo. Lembre-se que os animais só costumam agredir se forem agredidos primeiro.


- Nunca deixe seu animal preso à correntes, ou em canis apertados. Animais devem ter liberdade e espaço para andar para cá e para lá.


- NUNCA use o animal para fins lucrativos, procriação e/ou como cão de guarda, e nunca passe adiante. Ele não é objeto, é seu companheiro.


- NUNCA ABANDONE seu animal. Ele sofrerá todos os tipos de maus tratos na rua, sentirá frio, fome, sede e tristeza. Poderá ser atropelado e morrer. Se você tem ou quer ter um animal como companheiro lembre-se que tem que ser pra vida toda!


- DENUNCIE MAUS TRATOS! O seu silêncio é tudo o que um criminoso precisa para continuar maltratando animais.

23 visualizações

​​​Copyright 2020 © ONG ASPA Itu

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

(11) 98341-9785

ongaspaitu@outlook.com

Estamos localizados em Itu/SP

Solicite o endereço por telefone

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon